Au pair en France

Au pair en France

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Fura olho!

A "novela" da suposta queda do aviao deve durar ainda muitos dias. Mas estou ansiosa e angustiada pra saber onde estao as pessoas. Parece ate que tem gente da minha familia dentro, mas eu fico pensando que poderia ser eu, ja fiz a mesma rota via Air France.

E acabo de ler na net que Sergio Cabral, o governador do Rio, ja esta responsabilizando a Air France e Airbus pelo acidente. Politicamente falando acho uma asneira ele jogar a responsabilidade nas costas das 2 empresas, sem ter nada concreto em maos. Se for confirmado que o acidente ocorreu por conta da metereologia, nem um aviao, nem um piloto podem ser mais fortes do que a natureza. Ou seja, ela esta mundialmente anunciando uma asneira, por conta da repercussao mundial, e consequentemente queimando nosso filme. Culpa do assessor de imprensa ou do Cabral, que anunciou isso sem prever sua equipe de comunicaçao.

O que acham?

2 comentários:

Jenny disse...

Entendo bem o seu sentimento ao mencionar que já fez a mesma rota e tudo, desde o acidente isso me traz um sentimento tão triste.
Mais do que o 'poderia ser eu', mas como eu sei que muitos como eu de 4 meses atrás estavam naquele avião e a alegria de uma viagem, a alegria se foi.. :(

Acho que agora o mais importante é encontrar as causas e não os culpados, sem duvida é uma tremenda asneira dizer isso.

Um beijão

La Bruja disse...

Xii... Ló! Asneira por asneira tem muita por aí... Eu fico boba de ver a irresponsabilidade do ministro da defesa (que jurou que eram os destroços do avião, sem ter certeza), do presidente do Brasil (fazendo propaganda política em meio a desgraça dos outros)... Todos irresponsáveis. Todo mundo doido por um lugarzinho na mídia, essa é a verdade. Mas dizem que sou preconceituosa. É o que falam quando querem tolher minha liberdade de expressão. Sorry. Não me calam não... ;)
Mudando de assunto: uma coisa terrível dessa sempre deixa a gente pensando no "e se fosse comigo?". Pense não. Ninguém vai antes da hora. Assim eu prefiro acreditar. Dói menos.
Saudades!
Beijos!