Au pair en France

Au pair en France

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Paris - 1o dia, 20 de julho

Pois eh. As 2 x que fui em Paris nao tive boas recordaçoes. Chovia muito e eu queria mt um solzao pra me receber. Empolgadissima com a ideia de ir la pela 3a x como turista, acordei 4h30 pra pegar trem bala, o TGV. Fiquei doida por saber que, alem de ir pra capital do pais, ia andar a 320 km por hora. O trem mais rapido do mundo. Pois entao, fiz uma escala em Lyon pra pegar o outro trem rumo à Paris. Pra provar que tudo aqui é super caro, fiz o xixi mais valioso do mundo: paguei 0,50 pra ir ao banheiro. Um absuuuuuuuuuuuuuuuurdo, mas eu nao poderia esperar a hora de viajar.

O cansaço era tanto que em 2 horas de viagem (Lyon - Paris) eu apaguei. O trem eh silencioso de tudo, calmo, nao se ouve nada. Parece que tinham colocado algodao no meu ouvido. Tecnologia eh isso. Alem do mais, nao adianta vc comprar bilhete pra sentar na janela. Com a rapidez dele, voce nao ve nada! kkkk! Tudo parece formiguinha, de tao rapido! Eh como o trem Vitoria - Minas (pffff!!).

Cheguei em Paris exatamente 10h57. Cravado. Quando desco do trem, a surpresa: estava numa estaçao de metro, trem bala e RER gigante! Olhei pro lado e via gente de tudo quanto eh jeito, placas e mais placas, gente com nomezinhos em papel para esperar amigos e turistas, etc. Me senti no Japao, sem saber pra onde ir. Parei, respirei fundo e fui à caça. Na verdade nas estaçoes a gente tem que andar olhando pra cima. Se o seu metro eh o n. 1, bolinha amarela, direçao x, vc procura a bolinha amarela e vai seguindo ate que a bolinha chega no fim. Eh mais o menos por ai, pra nos que nao somos nem um pouco acostumados a pegar metro. Deu tudo certo.
Depois de chegar à estaçao Saint Lazare, fui encontrar Suzana, amiga do Renovaçao, que mora e namora um frances de Paris. Mais uma vez o Rodrigo furou, ele mora tb em Paris. Fomos rumo ao Parc Floral, onde estava tendo um Festival de Jazz. Show de Raul Midon, voz de seda. Amamos o show! Parc lotaaaaaaaaaaaaaaaaado - como podem ver nas fotos - e o povo piquenicando. Sol de rachar, mas ventinho frio. Cinco da tarde decidi partir para o hotel. Pra minha surpresa, hotel a 2 min da estaçao de metro, tudo o que eu queria!

Anderson (meu amigo de infancia que veio do Brasil pra passear em Paris) marcou de me encontrar 19h no hotel. Ah, ta... 19h, 20h, 21h, 22h. Ele apareceu? Comecei a ficar apavorada. 20h30 fui pra estaçao encontrar com ele pra saber o que tinha acontecido. 22h30 eu desisti. Quando voltava andando, eis que vejo um flash dele atras de mim com 2 malas. Perdidasso! Alivio! Como sempre, historia de me fazer passar mal de rir.

O maluco cismou que eu estava no B&B e ficou 2 h na recepcao teimando com a recepcionista que eu tava la! Em mimica, ingles, portugues, tentou de tudo. E, claro, ela negava pq eu nao tava la. Ate que ele, doido da vida, pega o note do francesinho que tava no business center e, mais uma x em mimica, diz pro cara que ele precisa urgente olhar o email pra confirmar o hotel. O cara falava em frances e ele em portugues. Imaginam a cena? Eu quase passo mal de rir soh de pensar nisso. E ai ele descobriu que tinha que ir pro Ibis e veio como louco.

Como se nao bastasse as horas de atraso, pegamos 2 metros pra encontrar o Mauro, colega de viagem dele, que estava num albergue e nao poderia chegar depois das 23h. Corremos mais do que o vencedor da Sao Silvestre pra avisar que tinhamos nos encontrado e marcar o dia seguinte, como seria. Depois de tudo resolvido, voltamos pro hotel, mortos. Aventuras, parte I!

3 comentários:

Paulinha disse...

eu tbm paguei 0,50 euros pra fazer xixi no louvre,zut!

Anônimo disse...

Ei Ló,
To passando aqui pra te deixar uma beijoca. Vou acompanhar o seu blog tb. Bjs. Juninho (Tia Ulda).

Paulla disse...

Ola!!! Tb quero ir pra paris trabalhar como AU PAIR, queria que vc me desse algumas dicas como foi que aconteceu essas coisas!!!
beijocas adorei seu blog
paulla