Au pair en France

Au pair en France

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Estorias pra boi dormir

Antes de contar sobre a minha especial viagem à Paris, faço questao de comentar algumas das coisas engraçadas que tenho vivido com Remi: ao chegar de viagem, como era tarde, encontrei com ele no outro dia de manha. Ele veio correndo em direçao a mim para me abraçar e ficou extremamente agitado, me contando tudo o que tinha acontecido durante os dias que estava fora. E disse: vc demorou demais pra chegar.

Nao sabia que o apego emocional dele ja estava avançado. Nao eh pra menos, ha 5 meses moro aqui e isso pra ele deve ser um maximo ter uma amiga que esta 24h à disposicao dele pra dormir junto, brincar, contar historias, etc.

Ontem ele foi ao otorrino pq os pais vao opera-lo das amidalas, que sao monstruosas quando ele esta gripado e influencia na ma alimentaçao dele. Ele nao sente fome nunca, come como bebe de 6 meses pq nao consegue mastigar carne e tal. Ele tem 4 anos, vale lembrar. Enfim, eis que ele chega do medico e me conta tudo: "Lorena, eu tava no doutor para ver minhas amidalas. Ele me mandou botar a lingua pra fora, olhou la dentro meeeesmo e depois olhou com uma lampada aqui ohh (mostrando a testa) minha garganta e meus ouvidos. Ele falou que vai tudo bem e tambem meu intestino vai bem, tudo certo!". Olha a falta de noçao da criança, o que tem a ver a garganta com intestino? Ri demais, nao me aguentei..

Ele tem epoca de brincar com coisas especificas e a moda agora - sobrou pra mim - eh brincar de estar dentro do aviao, reflexo do trabalho do pai, piloto. Eu tenho que rodar a casa toda ao lado dele, que sobe no caminhaozinho tipo velotrol arrastando uma mala de rodinha, me dizendo: "Corre, senao perderemos o aviao!". Ai a bonita aqui tem que correr - 4kg mais gorda - e sentar no chao com ele, me sentindo numa cadeira de aviao, com cinto de segurança. Entao ele grita: "Papai! podemos decolar?". E o pai responde: "Atençao, preparar para a decolagem. Decolagem autorizada". Ai ele, sentado do meu lado, me diz: "Olha como chove la fora!!". E ai de mim se nao confirmar e dizer: "Realmente ta chovendo horrores!!".

A imaginacao dele vai longe e a minha eh obrigada a ir tb! hahahahah! Quando saimos do aviao ficticio, depois do pai tb autorizar o pouso, ele passa pela pilastra de sustentaçao da sala, olha pra dentro dela imaginando uma pessoa e diz: "Senhor, que horas eh o proximo voo?" E ai ele mesmo faz a voz do cara e responde: "30h30". Claro, ele nao tem noçao de que 30h nao existe! E ai mooooooooooorro de rir!

Agora pouco ele me contou estorias, sismou que tinha que me conta-las. E o pior: ele sabia TODAS de cor e salteado. O dialogo do bichinho estava escrito e ele nao sabe ler, claro. Mas ele dizia exatamente as exclamacoes, o texto, tudo! Fiquei boba de ver e rolei de rir. Dizia: nao eh possivel! E ele me olhava, orgulhoso, se achando...

Crianças, crianças...

PS: Aproveitando a deixa, publico aqui alguns videos da viagem pra que eu possa contar tudo no proximo post. La vai!

video

video

video

Um comentário:

Anônimo disse...

Oi minha linda

Oi minha linda!! morri de rir com as historias do Remi.Criança é simplesmente demais..dp vc conta mais sobre sua viagem.Beijao.Te amo.Moty