Au pair en France

Au pair en France

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Folha de Sao Paulo, ops, de Annecy

Por mais que eu tenha tentado atualizar o maximo de novidades, ainda faltaram informacoes... Alias, tem um bom tempo que nao comento sobre Remi, acho que passamos uma fase complicada com ele, de crises homericas e desentendimentos, nada grave. Pirraça pura...

Entao, dia 8, anteontem, foi aniversario dele. Fizemos 3 festinhas e hoje sera a 4a, desta vez com os coleguinhas da escola. Eh o primeiro aniversario que ele gosta de comemorar, segundo a mae dele. Creio que seja pq ele completou 4 anos e ja começa a entender a importancia de crescer.

Impusemos varias coisas novas pra que ele compreenda que o comportamento de bebe TEM que partir. A primeira coisa foi parar com a chupeta. A primeira noite foi um desastre, ele chorou horrores. Mas ha 2 dias funciona. Ele começa a esquecer que ela existe. O que alegamos? "Um garoto nao chupa mais chupeta e, outro detalhe, vc que ter dentes de coelho?". Depois de fazermos uma lavagem cerebral no menino ha mais de 1 mes, acho que entrou na cabeça dele a ideia de largar a bendita, quando ele olhou pra vela com o numero 4 essas 3 vezes em que fizemos as festinhas.

Tem um desenho animado no canal da Disney, chamado Le Manège Enchanté, que tomo sempre como exemplo. O Flappy, o coelho do desenho, eh fraco e dentuço. Sempre que assistimos alego que Flappy eh fraco porque nao come e eh dentuço porque chupou chupeta ate 6 anos. Pronto, ele acredita piamente e a cada dia se convence mais. Soh pra acrescentar, esse desenho existe desde 5 de outubro de 1964, eh um sucesso aqui na França.

Tem dias em que me divirto com ele. Compramos 2 peixinhos, um branco e vermelho e outro laranja, com um aquario pequeno pra distrai-lo. Foi ideia minha pra que ele pudesse ocupar a cabeça com algo diferente, que nao seja jogos, computador e etc. Esta funcionando. Ha 3 dias eh ele quem alimenta os peixes e ate faz carinho neles. O nosso medo foi a questao do apego, ja que criança se apega demais aos animais. Pois bem, ontem a tarde o peixe branco e vermelho moooooorreu! Desespero total!

Saimos correndo pra comprar outro, mas soh tinha amarelo. Compramos assim mesmo e começamos a pensar como poderiamos explicar a metamorfose ambulante.

Rapidamente tiramos o morto, colocamos o amarelo e... chega ele. "O que houve, mamae?" Eu olhei pra mae e disse: "Sabe o que aconteceu? ele tomou sol sem protetor solar, oculos e bone e se queimou demais! ficou amarelo, vc se lembra que ele era branco?". Ele disse: "Nossa, eh mesmo. Por isso que a gente tem que se proteger quando esta no sol!". Confirmei e achei otima a ideia, ja que eh uma luta toda x convencer ele que tem que usar bone, oculos e protetor. Mais uma etapa vencida!

Voltando a falar em festa, todo dia 21 de junho na França comemora-se a Festa da Musica, em frances, Fête de La Musique. A primeira delas foi criada em 1981, quando o diretor de musica e dança da Secretaria de Cultura de Paris, Maurice Fleuret, convidou os musicos de Paris (amadores, profissionais ou de chuveiro) a sairem de suas casas e tocarem pelas ruas durante meia hora, entre 20h30 e 21h do dia 21 de junho, o primeiro dia do verao.

Quem descreveu muito bem a sensaçao de participar dessa festa foi o brasileiro Luiz, quem tem esse blog e vive em Paris. Foi de la que tirei a informaçao sobre como começou essa tradiçao.

Bom, ele conta como foi em Paris, mas aqui em Annecy a festa nao foi muito diferente. Nunca vi tanta gente em toda minha vida. A impressao foi que todos sairam de casa naquele dia, porque como aqui o clima eh meio instavel, quando voce sai na rua, pensa que soh existe voce. Eles têm medo de sair, parece. Pra todo lado que eu olhava tinha gente: turista, jovens, adultos, velhinhos. E simultaneamente, Annecy fez 23 pontos diferentes de musica.

Observem a quantidade de gente soh nessa pequena passagem. Parece que vao todos cair no Lago de Annecy, de tao apertados!

Eu e Hannah, minha amiga australiana, nao sabiamos pra onde ir. Jazz, pop, classica, reggae, folk, rock, etc. Soh faltou MPB!! (Caetano, cade vc??). Eh uma especie de Carnaval, como conta o Luiz, nunca cidade interiorana, onde podemos escutar: "Olha a cabeleira do Zeze, sera que ele eh, sera que ele eh, BICHA!". Teve opçao pra todos os gostos e foi super bem organizada. Policia pra todos os lados pra conter centenas de jovens hultra bebados. Eh nessa festa que eles aproveitam pra beber ate cair.

O apice pra nos 2 foi assistir Betsabé, nossa amiga mexicana, numa roda de capoeira. Filmei com o celular e tirei varias fotos. Foi super bacana encontrar dezenas de brasileiros que praticam o esporte, e conhecer franceses capoeiristas. Ate que eles levam jeito pra coisa. Cerca de 50 franceses estavam na plateia babando a maneira dos baianos mostraram o salto mortal, piruetas e outros malabarismos com o corpo. Foi 10!

Seis dias antes da festa, aproveitando o gancho, fui assistir um concerto de Musica Contemporanea. Fiquei arrepiada. Somente um pianista (Matthieu Schweyer) e uma soprano (Delphine da Pontello). Os dois estavam numa sincronia impressionante. Voz de veludo, estilo Gal Costa, ela interpretava as obras com uma naturalidade, como se fosse a coisa mais facil do mundo cantar daquele jeito, meio estilo opera. As 5 ultimas obras eram poemas. Ela declamou e cantou, meio a meio. Perfeito. Nunca vi coisa igual, admito.

Alors, viver na França nos permite mergulhar num mundo de cultura. Dia 14 de julho (clique aqui para saber mais) celebra-se aqui o aniversario da tomada da Bastilha, ocorrida em 14 de julho de 1789, comemorado no pais há mais de um século, imaginem! Pra todo lado tem comemoraçao. Em Paris havera um super palco, onde os renomados artistas se apresentarao. Uma pena que eu nao estarei la. A festa sera como a ultima que ocorreu em SP, no aniversario da cidade, onde tinha um palco entre a avenida Ipiranga e a Sao Joao.

A festa do 14 de julho sempre foi um grande sucesso. Ainda em Paris, o tradicional desfile militar nos Champs-Elysées é precedido de uma minuciosa preparação. Por toda parte ocorrem bailes, iluminações especiais e exibição de fogos de artifício. Por curiosidade, vejam aqui o tamanho da programaçao das festas na capital francesa, eh de impressionar. Achei esse video e esse outro no Youtube. Da pra ter uma noçao do que eh ver a Torre Eiffel iluminada, eh de babar.

Continuando, em Annecy a festa sera dia 2 de agosto e eu nao poderei participar pq estarei sozinha com Remi. Bleeeh. Eh a vida. Em compensaçao, embarco pra Paris dia 20 e fico ate o dia 23, de bobeira. Epoca de cidade vazia, muuuuuitas liquidaçoes nas lojas e pontos turisticos au soleil. Paris chove demais e ir pra la no verao eh um privilegio. De trem bala entao... nem se fala!

Bom, acho que exagerei no tamanho do post hoje, ne? Eh bom que tem novidade pra dar e vender.

Saudade imensa de todos. Em especial de voce, mae. Te amo loucamente.

5 comentários:

una bruja disse...

Oi de novo, Lo!
Estou babando até agora com o festival de música. Ai que vontade que dá!
Sobre Paris... Bem, se você não tem lista de compras ainda, mando uma por email! kkkk
Brincadeirinha!
Divirta-se!
Beijos.

Anônimo disse...

OI minha linda,escrevi seu e mail antes de ler seu blog.Foi ótimo,dei gargalhadas,chorei,mas de tanto rir com as historias do Remi...tadinho,criança é tão inocente...no mais aproveite cada minuto,cada segundo,viva o mais q puder.Eu continuo daqui,te amando a cada dia mais e torcendo por vc a cada segundo.Seja feliz e q Deus continue te protegendo.Moty.

Elisângela disse...

Oi Lorena! Faz tempo, mas muito tempo que nao venho ler teu blog, passei por aqui por acaso e li o ultimo post, espero tirar uma folga um dia pra ler os atrasados. Estive bem ocupada desde o final do meu curso na Inglaterra e voltando pra Paris tinha mil rendez-vous com médicos e outros afazeres administrativos e domésticos. Logo em seguida fui a Portugal, acabei de chegar e hoje a noite ja parto pra Alsacia e depois floresta negra, entao, vou demorar a tirar meu atraso... Queria so te dizer que se vier realmente a Paris, adoraria te conhecer pessoalmente, se eu ainda estiver livre, sera um prazer passear com você na cidade, caso contrario, ja esta convidade a un dîner frenchy aqui em casa, se desejar. Um grande abraço e até logo!

Alyne disse...

Amigaaaaaaaaaaaaaa
Tô rindo até agora da história do peixe!! Foi a melhor de todas...hahaha
Bjos com saudadesssss!

Anônimo disse...

I WISH I WAS IN ANNECY ! TÁ FAZENDO UM TREINAMENTO PRA SER MÃE ! PARABÉNS ! A HISTÓRIA DO PEIXE DEVE TER SIDO FASCINANTE PRA CABEÇA DO REMI.
BEIJOS
JOAO