Au pair en France

Au pair en France

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Diploma no lixo

Pois é, assim como alguns de vcs devem ter ficado espantados com a noticia do fim do diploma de jornalista, eu tambem fiquei. Foram quase 16 mil reais jogados pela janela, ja que paguei mais de 400 reais por mês pra me formar.

Cozinheiro e jornalista é a mesma coisa? Essa eu nao sabia. Posso pegar meu diploma e jogar fora, a partir de amanha. E meus amigos que estao na faculdade? E os professores? E as universidades?

***

Fora isso, acho que os piolhos foram embora. Tenho tratado, mas eles adoram minha cabeça. Ninguém merece, viu? E morri de rir com os comentarios e receitas pra tentar me livrar desse bicho horroroso: coca-cola, alcool, Deltacid...! kakakakaka!

***

E pra fazer inveja em voces (a revanche!), no fim de semana passado fui ME BRONZEAR! Fui ao lago, estendi minha canga brasileira e, como diz uma amiga, fiquei como espetinho à milanesa, rolando na areia e me queimando. Até na agua eu entrei! Nossa, que saudade da praia de Camburi! De verdade!!

Esse fim de semana teremos ainda mais sol! E a temperatura esta subindo: peguei 33 graus na praia, ops, no lago! Bom, pra quem esta no Brasil, boa sorte com o frio, eu mereço chegar ai bronzeada, ou melhor, vermelha como um camarao!

5 comentários:

Ricardo Nespoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Nespoli disse...

Que bom que os piolhos foram embora.Quanto aos quatro anos que vc passou na faculdade de comunicação, o que vc pagou foi um investimento do seu desenvolvimento intelectual, profissional e moral. Vc ta fazendo um pós agora ai na France.Assim fica melhor.

teresa disse...

menina, estou boquiaberta!!!

Jenny disse...

Menina, acho mesmo que você deveria ler esse texto !!
Acho que te ajudaria a resolver essa questão do diploma.

http://blogdas30pessoas.blogspot.com/2009/06/exija-sua-nota-fiscalou-nao.html

Um beijão.

La Bruja disse...

Ló, jogou nada fora não!
O Ricardo já o disse bem.
E que bom que você (e os jornalistas de verdade) ficaram indignados... (Tanto quanto eu - não jornalista - fiquei...)
Das duas uma: ou revertem a situação ou médico / curandeiro, advogado / intrometido, etc também vão querer atuar sem diploma... Pra que, né! HAHAHA!
Se precisar de assinar o movimento "do contra", conte comigo!
Hehehe!
Beijos!